CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO JORNAL GAZETA DO SUL

 

Publicado no caderno Construção & Decoração, pela Gazeta do Sul, em 31/05/2019 

 

Os Arquitetos Milton Keller e Ana Bauhmardt, do escritório arquitetura Contemporânea projetam estes lindos dormitórios de bebês.

 

Encanto Funcional

Para acolher a nova integrante da familía, os pais  desejavam um quarto lúdico e delicado. Paralelamente, solicitaram que o cômodo também pudesse servir de quarto de brinquedos e quarto de hópedes. Assim, tomou a forma de um ambiente marcado pelo encaixe de elementos , com o máximo aproveitamento dos espaços e, ao mesmo tempo, encantar em todos os seus focos.

1- Uma casinha para brincar foi um dos principais pedidos para o dormitório. Como o espaço era restrito em relação a tudo que o projeto deveria complementar, ela foi parar nas altura, com acesso feito por uma escada  estruturada por gavetas, nichos e prateleiras. Já sob a casinha, á esquerda da entrada, foi colocada uma cama de casal, que pode receber confortavelmente  os hóspedes da casa.

2- O espaço do berço e da poltrona de amamentação privilegia o aconchego e a suavidade, com tonalidades claras e padrões delicados nas estampas dos tecidos. Quando o bebê crescer e iniciar a sua vida estudantil, esses itens deverão ser substituídos por outros compatíveis com a idade, como bancada de estudos.

3- Para acomodar as roupas e calçados da menina, o armário possui dois setores  diferentes. Um resguardado por uma porta de espelho, que confere sensação de amplitude, e outro por uma porta de vidro, com interior iluminado, que remete a um closet ou vitrine.

4- As cores verde água e rosa aparecem tanto sutilmente (como no papel de parede e em detalhesno mobiliário) quanto em peças maiores (como na casinha e na decoração da cama de casal). O toque final fica por conta da iluminação, com diferentes possibilidades, e dos bichos de pelúcia, que dão um arzinho de uma doce selva.

 

Magia ao Alcance

Afim  de favorecer o desenvolvimento natural da autonomia de sua filha, os pais decidiram ambientar o quarto da bebê com base no conceito criado pela renomada educadora italiana Maria Montessori, no início dos anos 1900. Ele prioriza os interesses da criança, pregando, em outras coisas que o mobiliário e os itens do dia a dia, como brinquedos, devam estar na altura de seu olhar e ao seu alcance, de forma a lhe proporcionar liberdade de escolha e autonomia com segurança, respeitando, é claro, as habilidades de cada idade.

1 e 2 - A cama baixa é um dos pontos-chave dos dormitórios montesorianos. Em volta dela, prateleiras e nichos deixam expostos objetos do universo infantil, como livros e brinquedos, tudo com muito espaço para circulação e exploração do ambiente.

3 e 4- Sobre uma paleta de cores neutras, destacam-se no dormitório os brinquedos e objetos de decoração, com o tema bichos. A iluminação também se evidencia, junto ao suave composé de dois papéis de parede.

5 - Na entrada da suíte, mais um elemento estimula as descobertas. Um amplo espelho permite que a menina possa se enxergar no futuro e, ao mesmo tempo, confere ainda mais amplitude ao ambiente.